terça-feira, 15 de março de 2011

Relato do terremoto no Japão - Update 7

Por Thiago Junqueira de Castro Bezerra

Update 07

Tóquio - 15 de Março de 2011 - 15:50

Aqui no dormitório continua calmo, até demais. Isso pois meus amigos disseram que muita gente foi para outros lugares, deixando Tóquio, com algum medo obscuro. Novas notícias de Sendai também dizem que quase todos que conheço já não estão mais lá ou planejando sair até as coisas voltarem ao normal, já que apesar de ter água e eletricidade, ainda não há gás (cogitam em espera de até 3 semanas até voltar ao normal) e também os postos de combustível estão sem nada para vender. Comida ainda está complicado, com filas enormes para os supermercados e lojas de conveniência. Meu professor disse que em Yamagata há uma fila de 5km para abastecer o carro.'

Ontem o Thomas ligou para mim e disse que conseguiu chegar com segurança em Yamagata e que hoje iria para Niigata para pegar um avião de volta para França. Ele já tinha planos de voltar no final do mês para fazer uma entrevista de uma posição permanente de trabalho, então resolveu adiantar a volta. Compreensível.

Procurando mais informações achei esses vídeos e fotos que também gostaria de compartilhar:

Vídeo tsunami chegando

http://www.youtube.com/watch?v=iQD-2tlppdY

Fotos de Sendai (para quem tem facebook)

http://www.facebook.com/album.php?fbid=10150432956200153&id=609430152&aid=635581
Vídeo da Região Central de Sendai após o terremoto

http://www.youtube.com/watch?v=eOkzIYlxh0g

Sexta-feira tem uma reunião do experimento que faço parte, em Atami, ao sul de Tóquio. Não foi cancelada e confirmaram minha presença, já que estou aqui. Os que estão em Sendai, obviamente não irão participar. Como em dois 2 conseguirei resultados para uma apresentação de meia-hora?

Sei lá, meio sem cabeça do que fazer e pensar. O sentimento de mãos atadas é terrível. Não vejo a hora de voltar à Sendai e ajudar no que for possível. Mas com as linhas de Shinkansen e Highway ainda fechadas, estou sendo forçado a esperar mais...

Enfim, sobre as usinas de Fukushima as notícias ainda são muito esparças e paradoxas. Cada hora falam uma coisa diferente e é difícil ter certeza do que realmente está acontecendo. Mas tem muita gente fazendo terrorismo e escândalo sem ter o mínimo de informação. Lembrem-se, antes de passar qualquer teoria do fim do mundo no boca-a-boca (e-mail, redes sociais, também vale heim) tenham certeza do que estão falando e se a fonte é confiável.

No mais, vamos seguindo. Para trás jamais!

Abraço a todos,
Thiago

Nenhum comentário:

Postar um comentário