domingo, 5 de julho de 2009

Volte, Lula!

Quando Lula era oposição, o PT era o partido que mais primava pela ética. Era o que mais gritava contra desmandos, abusos, malversações. Era o Grilo Falante do Brasil, e o Brasil se modificou por isto.

Não é exagero. Quem se lembra do episódio da Operação Uruguai sabe que a secretária Sandra Fernandes foi levada depor pelas mãos de Eduardo Suplicy, do… PT. Diz ainda lenda que Sandra teve um contato inicial com Henrique Pizzolato, então conselheiro do Banco do Brasil e do qual veio a se tornar diretor na gestão do… PT.

E há casos, muitos mais, em que a sigla PT foi decisiva para limpar um pouco do grande mar de lama do Brasil. Mas, nos últimos anos, numa transformação inglória, o PT vem amuando sua voz. O PT parece, e os fatos comprovam, gostar daquilo que antes combatia. Dólares na cueca, Land-Rover, leis pret-a-porter, mensalinhos e mensalões…

Volte, Lula! Volte enquanto é tempo. Volte para realinhar o PT com as grandes causas, com a moralidade, com o Brasil que esteve no seu discurso de oposição. Como disse Sérgio Motta para FHC: “não se apequene”, saia desse nojento jogo partidário. Depois de sua luta, mesmo a despeito de suas derrotas eleitorais, você, que sempre esteve disposto a brigar, compre mais essa briga. Enfrente aqueles que acham que dinheiro público é árvore, enfrente aqueles que insistem em se locupletar às nossas expensas. Lute, Lula, pela ideologia que só o PT tem (ou tinha?).

Ou não. Fique no seu devaneio de que tudo está bem. Conviva com a certeza de que o Bolsa Família resolve todos os problemas, e que o povo vai manter sua memória por isso. Continue engolindo sapos barbudos para manter o que você chamou de governabilidade, que é só um eufemismo para possibilidade. Possibilidade de eleger sua sucessora, e com isso fazer de conta que é você mesmo que se elege.

O Brasil não precisa disso. O Brasil precisa de poderes fortes (pleonasmo?), mas temos só casas (Câmara e Senado), nada de força, nem de poder. Aliás, o poder de mentir, esconder, tergiversar, prevaricar, procrastinar, o lado obscuro da força. E, desculpe a platitude, nunca antes na história deste país um presidente teve tanto apoio para fazer tais mudanças. E tudo leva a crer que não fará. Por que, Lula, por quê?

Reverta a mutação, deixe o PT ser o PT de ontem. Volte, e seja o Lula de ontem e de amanhã, mas esqueça o Lula de hoje. O Brasil agradecerá.

Nenhum comentário:

Postar um comentário