sábado, 13 de dezembro de 2008

A violência gratuita

Faleceu o torcedor são-paulino agredido por um policial. As imagens foram gravadas pela Rede Record e chocam.

Torcidas têm comportamento multitudinal e extrapolam, na maior parte das vezes. A violência é quase natural, infelizmente, para muitas das manifestações, pela vitória ou pela derrota de seu time. Contra essa violência, a polícia deve agir. A pergunta é: combater a violência com violência (e imotivada, neste caso) surte efeito?

A polícia deveria garantir a paz. Se sua ação é a de agressão contra pessoas desarmadas, ela alimenta esse círculo de violência, tratando de tornar improvável a paz desejada. E, neste caso, o torcedor não faz nada (de acordo com as imagens) senão correr, atarantado, de um lado para outro. Foi agredido pelas costas. Morreu por estar ali e ter sido escolhido como exemplo por um policial.

Que lição nos traz essa história? Gostaria de enumerar muitas lições. Não há como. Não há sentido na morte desnecessária. Quem nos protegerá daqueles que precisam nos proteger?

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário