quinta-feira, 27 de novembro de 2008

Pro Teste e PROCON

Contei aqui o caso que achei um abuso num hotel. Nem sempre, entretanto, saímos ganhando essas batalhas em que somos o punho, e as empresas são a ponta de uma grande faca.

Em outro hotel, uma exigência: uma pré-autorização no cartão de crédito, com o valor das diárias programadas. Ao sair, mesmo que pagando com o mesmo cartão de crédito, cancela-se a pré-autorização para aprovar o valor total de novo. Várias pessoas reclamando, e a explicação padrão: - É assim que trabalhamos.

- Ok, pelo menos me dê o comprovante do cancelamento da pré-autorização.

- Impossível, nossos sistema não está preparado para isso.

- E como tenho certeza de que foi cancelado?

- Nós nunca tivemos problemas com isso.

Parecia um falando grego, o outro japonês.

O resultado é o seguinte: não vamos mais àqueles hotéis. É pouco? Sim, acho que sim. Mas é necessário.

Por outro lado, há associações que se preocupam com esse tipo de ação e cutucam, sempre com grande poder de persuasão, aqueles que desrespeitam o consumidor. O PROCON é um exemplo já incorporado. Mas a Associação Pro Teste (Associação Brasileira de Defesa do Consumidor - http://www.proteste.org.br) merece destaque. Preste atenção: sempre que há recall, aumentos de planos de saúde, alterações legislativas, eles são ouvidos. Ou se fazem ouvir. E os resultados dessa associação, séria, aos poucos se impõem como incontestes.

Não terceirizemos a reinvindicação dos nossos direitos. Mas contemos com gente séria a nos auxiliar. Vai pôr a boca no trombone? Chame ajuda.

Nenhum comentário:

Postar um comentário