sábado, 20 de setembro de 2008

Pesquisas na internet

Quando iniciei este blog, uma das premissas era não escrever sobre experiências profissionais, somente as pessoais e as tolices que me iam pela cabeça. Mas alguns acontecimentos profissionais que me fazem divagar têm lugar aqui. Daí que um dia publiquei este texto, sobre a o gerente ideal. Por uma dessas ironias, é um dos textos mais acessados, se não for O mais acessado.

O interesse dos internautas é demandado pela necessidade de saber, imagino. E como estão todos carentes de conhecimento! Infelizmente textos como estes e mesmo os ensinamentos que se pode obter na escola ou num curso nunca serão suficientes.

O comportamento preconizado no texto é o resultado, é um ponto de uma caminhada. É o fruto de muitos erros, e não poderá ser apreendido ou aprendido numa leitura.

Há que ter paciência, há que ter sensibilidade. Há que ter objetivos, há que saber como chegar lá. Há até que saber que será preciso trocar muitos pneus com o carro em movimento.

Enfim, acredito que essas pessoas que lêem esse texto estão tentando entender, antes de aprender. Acho que são pessoas machucadas pela falta de jeito e tato de seu gerente, ou superior, e procuram uma contrapartida a comportamentos que não lhes agradam.

Esse é um bom ponto de partida. Não repetir os erros presenciados. Praticar a regra de ouro (não fazer aos outros o que não deseja para você). Ter empatia, sempre. Estimular a confiança. Enfim, viver, errar, deixar doer, aprender. A vida ensina. Textos só jazem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário