quinta-feira, 25 de setembro de 2008

Dicas para tornar sua vida mais fácil

Com todos os livros de auto-ajuda disponíveis, o que vou “dizer” a seguir é pura redundância. Mas não custa ajudar.
Você que vive apressado neste mundo que não acompanha sua velocidade, siga os conselhos a seguir e facilite sua vida:
  • quando o trânsito estiver lento ou parado, buzine. Buzine muito. Os outros motoristas, que só estão parados por falta de ter o que fazer, vão se solidarizar com você e todos sairão da sua frente, com um gentil pedido de desculpas;
  • ao esperar pelo elevador, aperte várias vezes o botão de chamada. Porque, embora poucos saibam, esse movimento acelera a velocidade da máquina e faz mesmo, de acordo com a quantidade de vezes que apertamos, ele nem pare em outros andares;
  • ao digitar um e-mail, quando estiver bravo, digite com muita força. Isto fará com que o destinatário do e-mail perceba sua pressa e/ou aborrecimento e resolva de vez a pendência;
  • quando o telefone que você estiver chamando estiver ocupado, use a mesma técnica anterior: digite com força o número;
  • ao telefone, gesticule bastante. O seu interlocutor perceberá seus gestos e atenderá mais rapidamente aos seus pleitos;
  • quando não concordar com alguma coisa, grite. Muito. Todos entenderão sua posição, e as coisas voltarão magicamente ao seu lugar, ou melhor, ao lugar que você quer que estejam;
  • espere sempre que as pessoas ao seu redor adivinhem seus pensamentos. Não se preocupe em explicar a elas nada do que sente ou acredita. Se elas podem adivinhar, seu esforço em explicar será pura perda de tempo. E, ademais, se elas não adivinharem, sempre se pode lançar mão do recurso de gritar. Muito;
  • ao se deparar com uma fila, não se preocupe: pode furá-la. As pessoas que estão nela não têm mais p que fazer, e só por isso esperam;
  • se o sinal estiver vermelho, ou prestes a ficar, acelere, pois todos aguardarão pacientemente sua passagem. Afinal, todos sabem o quão ocupado você é. Mesmo os pedestres que terão de escapar de serem atropelados;
  • se fizer algo errado, no trânsito, por exemplo, xingue muito, de preferência gritando. É sinal de força xingar as pessoas que estão certas, e isso por si só bastará que elas se achem erradas. Imediatamente todos se desculparão pela audácia de enfrentá-lo com a razão.
Mas o mais importante: torça para que ninguém mais pratique esta Cartilha da Imbecilidade. Se um dono da razão já incomoda muito, que dirá dois? E que dirá se os dois se cruzarem?

Nenhum comentário:

Postar um comentário