terça-feira, 19 de agosto de 2008

Internet e segurança

Após um tempo de paz, os criminosos perceberam a "oportunidade" da internet. Grandes somas de dinheiro já foram desviadas por esse caminho que, se tem a vantagem de não ser violenta, tem a grande desvantagem de ser insidiosa, e você nem sabe que é vítima até ter uma desagradabilíssima surpresa.

Na explosão da internet, nem todos se prepararam para as pragas virtuais. Exemplo disto é a quantidade de vírus encaminhados pelo Orkut, por exemplo. Desconhecimento e falta da "malícia cibernética" fazem alvos fáceis entre neo-informatizados. Algumas das conseqüências são mínimas: clonagem de perfis, captura da lista de amigos... Outras são terríveis. Captura de senhas de acesso a bancos e outros serviços, por exemplo.

Isto tudo sem contar com a exposição de informações a quem quiser tê-las. Mensagens como "viajando", "estou fora", "no cinema", dentre outras, parecem oferecer uma oportunidade a mal-intencionados. Exagero? Caro real: mensagem no MSN: "no cinema". Com mais ou menos duas horas de duração, o bandido liga para a casa da vítima e fala com um dos pais. – Seqüestramos seu filho. Os familiares tentam se comunicar com ele, que não atende, lógico. E, desesperados, muitas vezes pagam o que não têm. Por um perigo somente virtual, nada concreto.

A falta de informação é o terreno fértil dessas pragas virtuais. Mas achei, no site da Maria Inês Dolci, uma cartilha que vale a pena ser lida. Feita para leigos, é perfeita. Até eu entendi.

Confira aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário