domingo, 8 de junho de 2008

O que vem aí?

Às vezes, coisas surgem do nada. Podem ser coisas boas, podem ser coisas ruins. Se não forem boas nem ruins, muitas vezes nem notamos.

Nossa capacidade de enxergar as virtudes é grande, enorme. Mas nem sempre fazemos uso dela. O reconhecimento é fundamental, no entanto. Boas e más circunstâncias, bem identificadas, podem nos fazer caminhar em direção a umas e fugir de outras.

Quando são pessoas...


Nenhum comentário:

Postar um comentário