terça-feira, 10 de junho de 2008

Nem precisava

Algumas pessoas precisam de ouro e jóias; outras, de carros e mansões. Cada um qualifica sua vida de acordo com o que almeja. Se já tem as jóias, o ouro, os carros, pode ser que a vida seja boa. Pode ser... Não necessariamente é.

Desde há muito concluí que as pessoas é que têm essa riqueza. E ela nunca pode ser economizada, é uma riqueza que vaza e extravasa. Seja no riso fácil, seja na dura realidade dos fatos. Assim, ao mesmo tempo em que procuro riqueza nas pessoas, sei que compartilho aquela que carrego comigo (e que muitas vezes foi obtida de outros).

Enfim, descobrir pessoas, ter a chance de conhecê-las, ter a oportunidade de enxergá-las além das aparências, isto nos enriquece. E, sem egoísmo, mostrarmos-nos como somos, sem julgamentos e culpas.

Sou rico!

Nenhum comentário:

Postar um comentário