quarta-feira, 18 de junho de 2008

Imigração Japonesa

Há cem anos, o início. De lá para cá, a mistura.

Não sei se dá para notar, mas tenho ascendência nipônica. Parece piada, mas às vezes as pessoas não acreditam que sou um "mestiço" (AI-NO-KO, ou KON-KETSU-DI). Parece que estamos mais miscigenados que pensamos.

E miscigenados culturalmente! Já comi um sashimi, às margens do Rio Grande, onde o peixe estava temperado com limão, cebola picada, alho, vinagre, muito vinagre. Era o gosto local. Nos restaurantes, nosso sushi já vem com manga, essa fruta deliciosa que é tipicamente brasileira.Já não se sabe o que é tipicamente japonês, ou o que é brasileiramente japonês. Ou niponicamente brasuleito...

Já inseridos na paisagem, os japoneses fazem parte da história recente do Brasil, como os dekasseguis hoje fazem parte da do Japão. Por falta de oportunidades no Brasil. O êxodo toma o rumo contrário, e já levou alguns de meus parentes.

É gratificante ver o Brasil comemorar a data.

Fizemos, recentemente, uma festa em que o símbolo parece retratar bem a imagem que está em todos.



Nenhum comentário:

Postar um comentário