segunda-feira, 30 de junho de 2008

Bandeira Branca, não posso mais...

Tempos idos, uma festa inesquecível. Parentes de longe, celebramos a vida. Todos reunidos, muitas risada, confraternização aberta. Era um tempo em que os problemas eram pequenos, éramos maiores que tudo.

Ainda minimizo os problemas, ainda persigo a música. Mas a vida nos empurra, e cobr seus preços. Pode cobrar à vontade, mas esta música ninguém vai tirar de mim.


Nenhum comentário:

Postar um comentário