sexta-feira, 23 de maio de 2008

Pontos de vista

Apesar de tudo, as coisas são como queremos que elas sejam. Não se trata de Programação neuro-lingüística, nem daquela acomodação perigosa em que caímos as vezes. Mas sim de enxergar as coisas boas que temos, a parte preenchida do copo.

Não gosto do otimismo exagerado, aquela alienação que nos faz crer que a felicidade virá, se esperarmos. Nem da alienação que promove a religião que cuida de espalhar que basta esperar.

Acredito em nossa capacidade de mudar, de fazer acontecer. Acredito nas nossas possibilidades, e no nosso poder de transformá-las em realidade. Acredito que acreditar é o segredo, e que não há luta que não seja vencida primeiramente em nossa mente. Bem ao estilo confuciano.

Por isto, ouço músicas como esta:

Queen - We are the champions

Nenhum comentário:

Postar um comentário