quarta-feira, 14 de maio de 2008

Influências positivas

Dizem que precisamos ler bons livros e sair em boas companhias, para que estejamos sempre motivados e no caminho certo.

Mais um chavão que, iconoclasticamente, desafio. O que é um bom livro, o que é uma boa companhia, o que é mesmo uma companhia?

O ditado/conselho tem um objetivo: ler coisas boas, andar com gente boa, isto deveria ser um bom exemplo do que fazer.

Pois bem, conheci num churrasco na casa de amigos uma pediatra. Menciono a especialidade da médica porque parece mesmo personagem de conto: ela tinha de ser pediatra, como Peter Pan tinha de ser criança para sempre.

Acontece que a doutora tem um astral para padre nenhum botar defeito (nem mesmo os que gostam de balão). E, como se não bastasse o contágio presencial, ainda procuro sempre me contaminar fuçando no seu perfil do orkut, para ver as fotos e as situações, aproveitando o sintoma principal: largos sorrisos.

Agora, sério: com um altíssimo astral, e com uma simpatia de desenho animado, a doutora é uma pessoa que eu recomendo para os estressados. Não há mau-humor que agüente tamanho astral.

A música abaixo, que é do Egberto Gismonti, é uma das mais belas que eu conheço. Faz parte do disco Circense. Sempre a associei com crianças e aquela felicidade calma que elas nos trazem. E sempre que olho a foto da doutora, parece que ouço a música. Eli Stone que me perdoe, mas surtar faz bem.




Updated em 20/05: abaixo a versão original da música, gravada em studio. É mais completa que a acima, e traduz melhor o que quero dizer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário