quarta-feira, 19 de setembro de 2007

É...

Às vezes é difícil virar as costas para o que acontece neste Brasil.

Tentei evitar nos últimos dias escrever sobre a indigência deste nosso governo. Mas é impossível calar a tudo.

Mercadante, outrora ideólogo praticante, agora é um pragmático. Declarou que absteve-se na votação da cassação do senador Calheiros. Agora o quer afastado da presidência. Tucano num dia, petista noutro, Mercadante deslustra sua própria história.

Lula diz que ninguém tem mais autoridade moral que o PT. E se ele estiver certo? Em que nível está a autoridade moral dos demais? E agora quer o Marco Aurélio Top-Top Garcia na presidência do PT... É...

E nenhum partido governaria sem a CPMF. Fiquei sem entender. Antes dava? O que mudou? A saúde melhorou de tal forma que sem o tributo ela vai voltar ao que era? Ou será que o nosso presidente se referia ao dinheiro que, junto com a CPMF, vai para o "povo" escolhido. Escolhido para os mensalões, para as cuecas, para festas em casas de Brasília... Quanto mais se arrecada, mais se corrompe...

No Rio, dez por cento de um batalhão foram presos por causa de envolvimento com a bandidagem. É um número impressionante. Por dois motivos. Um deles é que é alto. E o outro é que não sabemos se a altura está correta. Ou seja, são só esses? Ou esses são os que foram pegos? Os policiais honestos desse batalhão (com certeza há) devem estar apreensivos. Serão, para sempre, confundidos com a "banda podre".

Por outro lado: se o bandido sabe quem o policial é, onde mora, onde estudam seus filhos, e quanto ganham, não é mesmo fácil assustá-los ou aliciá-los? Num governo onde "todo mundo faz", que apóia suspeitos de tudo, que se entregou à mesmice política ademariana (de Barros), o policial, coitado, é um que arrisca a vida sem sentido. Porque sua morte (ou os riscos que ele corre) não valem a pena. Cacciola que o diga. Todos os presos pela PF nas mega-operações dos últimos anos que o digam. Os mensaleiros e os aloprados que oo digam.

Ao fazer história, fizemos um capítulo vermelho. Seria bom se fosse somente a cor do PT. Mas é, ao mesmo tempo, a cor da vergonha. Uma vergonha!

Nenhum comentário:

Postar um comentário