quarta-feira, 1 de agosto de 2007

Seis por meia dúzia

O atual presidente da INFRAERO declarou que a pista de Guarulhos não é confiável. Detalhe: ele está de saída, pois o novo ministro da Defesa pediu o cargo.

Perguntas:
  1. Se ele fosse ficar, a pista seria adequada?
  2. Se não é confiável, por que os vôo foram alocados para lá?
  3. Afinal, a INFRAERO nã participou da decisão de mudar os vôos para lá?
Questões menores, eu sei. Como aquelas que nos perguntamos todos os dias sobre o aeroporto de Congonhas.

Acho que estão encobrindo tudo com cortinas de fumaça. Onde está a opinião de pilotos, do pessoal operacional, dos "especialistas"? A mudança faz sentido? Ou foi somente para aparentar reação do governo?

Esperamos que o novo ministro da Defesa não entre no esquema Ricúpero. Nós não merecemos isto.

Famílias As famílias das vítimas do acidente da TAM ainda não terminaram seu calvário. Há corpos quee não podem ser identificados. O que fazer? Querem enterrar os corpos no local da queda. Que sentido teria levar para um túmulo particular um corpo não identificado?

É, o sofrimento ainda está longe de terminar. Votos de que seja o mais breve possível.

Mangabeira
O novo ministro da SEALOPRA (Secretaria de Ações a Longo prazo) já se aloprou... Aquele que declarou que o governo Lula é o mais corrupto de todos os tempos

Nenhum comentário:

Postar um comentário