domingo, 5 de agosto de 2007

Novidades no cenário

Renan
Mais uma denúncia contra Renan Calheiros. A de ser dono de empresas de comunicação em Alagoas, mas através de laranjas. Veja apresentou cópias de documenros que comprovariam essa condição. É esperar para ver. Mas parece que o gosto pelo cargo vai render ainda boas brigas nessa disputa.

Infraero
Finalmente trocou-se o comando (?) da Infraero. Será que vai adiantar?

Lula
Em mais uma bravata, disse que ninguém coloca mais gente na rua que ele. O blog da Valli pergunta se é ameaça. Demissões?

Veja
Veja apresenta, nesta última edição, duas matérias importantes para discussão. Uma delas mostra um retrato da infraestrutura de transporte no país. A outra compara beneficíos das agências reguladoras no Brasil com a ANAC.

No primeiro caso, é bom lembrar que nada se deteriora instantaneamente. Lula tem razão ao dizer que há pouco caso também tucano nessa história. Mas erra ao se eximir de culpa. Afinal, há cinco anos ele está no poder, e antes desta crise aérea só se preocupou com o Aerolula e com os boracos nas estradas no final do ano passado. Sim, a culpa é dele também.

No segundo caso, há que colocar as coisas no lugar. As agências têm desempenho melhor que a ANAC, pode até ser. Mas estão longe de ser perfeitas. Por exemplo: quanto tempo esperamos para receber nossas contas telefônicas detalhadas? Quanto tempo ainda temos até sermos donos de nosso número de telefone? Sua conta de energia elétrica ainda está alta? São as agências.

Mais Lula
A popularidade de Lula continua a mesma. Inatingível pelas crises e omissões. As pessoas que o apóiam o fazem por causa de uma certa empatia, por sua origem. "É dos nossos". A vida continua difícil, mas ainda o apóiam. As bolsas-várias fazem isto. Bem, ele mesmo disse que os ricos foram os que mais ganharam no seu governo. Como é o governo dele, Lula, acho que, se há alguma coisa errada, é decorrente de alguma ação sua. Ou omissão. Sei lá.

Cariocas Zona Sul
O site Kibeloco trouxe dois vídeos de jovens cariocas jogando ovos pela janela no Rio de Janeiro. Na seqüência, outras pessoas depõem sobre a "diversão". Dentre eles, uma socialite e um funcionário da Globo. Os vídeos foram retirados do ar, foram recolocados e tirados novamente. Dizem que a própria Globo estaria por trás dessa manobra de retirada.

O caso é o seguinte: é uma estupidez. Escondidos pelas sacadas de seus apartamentos, atacam desconhecidos com ovos. A troco de que? Diversão? O mais decepcionante é que seus amigos apóiam, brincam, riem...

Outra: se a Globo retira realmente do ar esses vídeos, aderiu à política Ricúpero: esconder o que é ruim (para si), publicar somente o que é bom. Desserviço.

Nenhum comentário:

Postar um comentário