sábado, 21 de julho de 2007

Sexta, 20/07

ACM
O último coronel morreu. Amado e odiado, mas uma coisa é verdade: defendeu a Bahia. Do seu particular jeito, com o qual eu não concordo, mas parecia acreditar no que fazia. Com um modo anacrônico de fazer política, não posso dizer que ele fará falta. Mas encerra um capítulo da história do Brasil. O Toninho não é mais Malvadeza.

Lula
Foram necessários dez meses e mais de 300 mortos para finalmente o presidente reconhecer que há problemas. Helooooo!!!! As ações do governo são tão ágeis como foi o presidente para lamentar as mortes. Inação, procrastinação e omissão, as marcas do governo lula são.

Gestos
Quando li na Folha destes dias que o governo estava preocupado com a imagem do presidente depois da tragédia, achei de muito mau gosto. Agora, com os gestos dos assessores de Lula, Marco Aurélio Garcia e... quem mesmo???... fica difícil dar crédito a esse governo, mais preocupado com o espelho que com o povo.
Sr. Marco Aurélio Garcia, peça sua demissão. Sua atitude é indesculpável e, pior, injustificável. Seu gesto jamais será privado no seu local de trabalho, ainda mais sendo o seu o cargo que é. E, se as notícias são contra o governo, talvez seja porque o governo tem quadros que festejam tragédias.

Renan
Só para lembrar: ainda restam mal-explicadas as "provas" da capacidade de pagamento do Senador Renan Calheiros.

Aeronáutica - Sensibilidade ZERO
Hoje (20/07) foram concedidas medalhas para personalidades que contribuíram para o setor aéreo no Brasil. O presidente da ANAC e mais três diretores receberam essa medalha, que se convencionou chamar de Santos Dumont.
Diz a lenda que Dumont morreu de desgosto, ao ver a utilização bélica da realização da sua vida. Imagino o que ele faria hoje. Aliás, nem imagino...
Novo programa do governo: Sensibilidade ZERO

Pré-disposição
Ao ouvir a notícia de que o avião da TAM tinha um problema num equipamento, perguntei-me: mas será que teve relação com o acidente?
Mas não tive igual preocupação quando culpei o governo pelo acidente. Parece mesmo que estou implicando com ele.
A verdade é que o governo sujou-se e contaminou-se com sua procrastinação. Se ação tivesse havido, acho que alguns problemas teriam sido evitados. E tragédias. Então, eu me perdôo.

Manada
Eu, que viajo com freqüência, já presenciei cenas de revolta explícita em aeroportos. Mesmo em situações de neblina, por exemplo. Que culpa tem a Infraero, a ANAC, a companhia aérea? Não sei. Mas alguns passageiros, com seu comportamento exaltado, acabam contaminando outros. Por este motivo, parte da culpa pelos problemas aéreos são nossos, usuários, já que exigimos situações conforme nossa comodidade, não de acordo com regras de segurança. Não fosse assim nosso comportamento, todo o resto da cadeia poderia ter ações diferentes. Comportamento de manada, a pressão insana do coletivo...

Rede Globo
Não sou nada fã da Globo. Pior, sou bem implicante com ela. Mas foi da Globo a denúncia do defeito no avião. Como foi a imagem do assessor de Lula.
Mais: quando editou o debate entre Collor e Lula, mostrou a face de Lula que agora vimos no Pan e no acidente 3054: um Lula irritado e acuado. Detesto admitir, mas a Globo é necessária.

Nenhum comentário:

Postar um comentário