quinta-feira, 28 de junho de 2007

Pureza de alma

Estes dias, almocei com um amigo com quem há muito não conversava.
Ele me contou que, depois de quase trinta anos, surgiu na sua vida uma filha que ele não conhecia, e que não sabia da existência (por escolha da mãe, diga-se). E que, por uma dessas felizes coincidências, ela morava na mesma cidade que ele.

Encontraram-se, conheceram-se e às suas famílias, e se integraram. A esposa deste meu amigo a recebeu como se fosse sua própria filha, assim como seus novos irmãos. Hoje, são uma nova família, integrada e feliz.

Bem, conhecendo o que conheço desse amigo, acho que não poderia ser diferente. De sua integridade e caráter, não se poderia esperar nada diferente. Pessoa franca, sincera, verdadeira. Hoje, por um acaso, um concorrente profissional meu. Mas, sempre, um grande amigo.

Apesar de ser o lógico a se esperar de uma pessoa como ele, me emocionei com o desfecho. As fotos que ele compartilhou comigo transbordam felicidade. As famílias se integraram de uma forma maravilhosa. Fico feliz pelo amigo.

E desejo, de todo coração, que sua felicidade só aumente, e que seja um exemplo para muitos outros, porque é inspiradora. Para mim, é exatamente isto: um exemplo e uma inspiração.

Nenhum comentário:

Postar um comentário