terça-feira, 19 de junho de 2007

Patê de fois gras

Quando eu era criança (sim, ainda lembro) eu era muito enjoado para comer. Não gostava de sopa, de carne, de legumes, de saladas... sim, muito enjoado.
Depois, aprendi a comer várias das coisas que detestava. Hoje, adoro coisas incomuns, tais como escargot, caviar, ostras, e outras coisinhas bem diferentes. Picanha com manga, peixes com morangos... Comer é um grande prazer. Só rejeito sem querer experimentar a tal dobradinha, que alguns amigos tentam em vão me fazer degustar.

Bem, dentre as coisas de que gosto, está o patê de fois gras (fígado de ganso), que tem um sabor delicioso e uma textura provocante. Gosto, mas não vou mais comer.

Zappeando pela tv estes dias, vi uma reportagem que mostra o processo de "fabricação" da iguaria. É resultado de um tratamento cruel, desde a seleção dos animais até a retirada do fígado, propriamente dito. E o processo de alimentação e retenção das aves é algo que o ser humano não devia permitir.

Não sou um ecochato, mas não quero mais participar disto. Se você não conhece o processo, aqui vai um vídeo do processo.



Não tenho mais estômago para isso.

2 comentários:

  1. Oi, achei teu blog pelo google tá bem interessante gostei desse post. Quando der dá uma passada pelo meu blog, é sobre camisetas personalizadas, mostra passo a passo como criar uma camiseta personalizada bem maneira. Até mais.

    ResponderExcluir
  2. Dobradinha, também passo bem longe,
    mas como há gosto pra tudo...

    Em relação ao vídeo, é bem cruel o
    que o homem faz com a natureza para
    o alimentar o prazer da gula!!!

    Nunca comi este patê mas tb não vou colaborar com essa crueldade.

    Lilian.

    ResponderExcluir