segunda-feira, 21 de maio de 2007

I want to believe

Quem assistia Arquivo X se lembra da frase. "Eu quero acreditar".

O governo francês divulgou dados sobre pesquisas de objetos voadores não identificados. Localizou algumas fraudes, mas algumas "aparições" foram inquietantemente misteriosas. É o primeiro governo a dar esse passo. Um passo gigantesco, se me permitem. Pois abre os arquivos a um dado de interesse da população.
Diz-se que nos Estados Unidos há uma área gigantesca destinada a pesquisas. É a área 51, assim chamada em alusão aos 50 estados americanos. A área, do tamanho da Bélgica, poderia ser o outro estado americano. Mas os dados dos americanos, se é que existem, estão guardados a sete chaves.

Agora, cientistas descobriram o que parece ser um planeta com condições semelhantes às da Terra. E que poderia abrigar vida. Some um e outro fato, e temos novas oportunidades pela frente.

Claro que ainda são notícias com necessidade de aprofundamento. Mas não deixam de ser boas notícias. As do OVNI, claro, não pela existência ou não deles, mas a posição de um governo de tornar públicas essas informações.

Mas as viagens especiais ainda estão longe de se transformar em realidade. E, quando se tornarem, claro que aqueles que podem pagar é que serão os privilegiados. Viagens de avião hoje são assim, que dirá nos ônibus espaciais?

O ser humano não pode ser o único nessa imensidão sem fim. Entretanto, assim como não fomos contemporâneos dos dinossauros, será que seremos de algum ser inteligente que nos visite? Ou a quem visitemos?

I want to believe.

Nenhum comentário:

Postar um comentário