quarta-feira, 28 de março de 2007

O homem na lua e os homens na terra

Esta é a resposta ao desafio de Kennedy. Um líder carismático, que lançou um desafio abraçado pelas agências americanas. O povo gostou, pois mostrou a grandiosidade e a engenhosidade da nação.

E daí que o homem pisou na lua? Que conseqüências práticas isto trouxe para a população em geram?

Fico imaginando se Kennedy tivesse dito: " Até o final desta década teremos a cura do câncer". Verba, pesquisadores, apoios, tudo nesse sentido. Acho que a engenhosidade americana teria sido melhor aproveitada.
O Custo do projeto Apollo foi monstruoso. Muito suor e trabalho foram direcionados ao projeto. Imagine tudo isto em direção a um benefício concreto da população.

Foi um grande acontecimento. O homem ultrapassou os limites de seu mundo. Mas isto não o ajudou a melhorá-lo.

Não sou anti-americano nem contra o progresso. Mas sou contra a falta de prioridades. Ainda mais quando elas decorrem de líderes que, carismáticos, têm o poder de mobilizar uma nação inteira. Sua responsabilidade, mais que demonstração de força e poder, deveria ser com a qualidade de vida de cada cidadão.
A bandeira americana ainda jaz na lua. E daí?

Nenhum comentário:

Postar um comentário