sexta-feira, 30 de março de 2007

Brasilidades

CPI dos Aeroportos e o STF
Tem deputado dizendo que o STF violou a independência dos poderes ao decidir pela instauração da CPI do Caos Aéreo.
Não surpreende. Pois parece que alguns congressistas acham que suas ações estão acima da lei. Não estão. Nem está o Poder Executivo. Tudo que estes dois poderes fazem - Executivo e Legislativo - deve estar dentro da lei. Em não estando, quem determina o fato é o poder Judiciário.

Da mesma forma, o Congresso aprova leis que regem a ação dos integrantes do poder judiciário.
É uma grande bobagem essa definição de "independência" entre os poderes. Interdependência é mais adequada, pois as ações formam, como num diagrama de Venn, pontos coincidentes.

E é saudável que o Brasil tenha um poder que não se submeta ao(s) outro(s), como no caso. Aqui sim, cabe a palavra dependência, no sentido político do apadrinhamento.

Devemos comemorar que a decisão do STF se tenha dado por solicitação do próprio congresso. É em resposta, pois, de um congressista dissidente em relação àquela maioria, e que viu algo de ilegal acontecendo. O Poder Judiciário é para isto mesmo: resolver litígios.

Henry Sobel, quem diria.
É uma notícia internacional. Preso furtando gravatas. Se for verdadeira a acusação, que tristeza. Se não for, que tristeza.
Num caso, uma pessoa de alta responsabilidade, sempre em evidência, valendo-se de um crime por uns bens que deveriam não fazer parte de suas aspirações.
Noutro caso, que tristeza é a denúncia falsa de tão grave ato.
Espero que seja mentira, engano, ou algo que o valha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário