sábado, 17 de fevereiro de 2007

Um pouco de papo com amigos

Este post foi feito ainda em outro host, que não tinha foto para identificação. Reproduzo aqui para ser fiel à seqüência de posts originalmente adotada.

Sou eu mesmo
Sim, sou o Renato Okano. OU, talvez, um Renato Okano. Resolvi fazer este blog há alguns dias, em parte para satisfazer minha necessidade de escrever, em parte para gerar um fórum de discussão sobre algumas idéias. Mas as discussões têm sido comigo mesmo, e às vezes eu não consigo concordar comigo, pego minhas coisas e vou-me embora.
Não divulgo este espaço, para não castigar os amigos com uma visita obrigatória. Quem vem, vem atraído por alguma coisa, mas não por cortesia ou atendendo a pedido. Mas seja bem vindo!

João Hélio
Não quero aproveitar uma tragédia para fazer politiquices. Mas acho que uma hora temos de discutir alguns assuntos, por mais que eles nos incomodem. Daí o motivo de eu ter começado pelo assunto mais trágico do ano, o assassinato bárbaro. Sem ideologismos, e sem viés político, acho que nossa democracia pode se aperfeiçoar. Negar discussão é a manutenção do status em que as coisas estão. Justamente o que precisamos mudar.
Diminuir a criminalidade é um outro problema, neste ângulo da discussão. Para isto, é preciso que haja a convergências de tantas ações, políticas, enfim, de tanta coisa, que não me parece viável a curto e médio prazos. Defendo a punição. Não trará o menino João Hélio de volta. Mas talvez, em relação a um criminoso, ou em relação àquela quadrilha, talvez outras vítimas nem venham a sê-lo. Mais: que estes bárbaros enfrentem as conseqüências de seus atos, que paguem pelo crime. A vingança só é admitida quando provinda do Estado. Que nós garantamos que essa "vingança" ocorra. É isto.

Histórias Profissionais
Alguns amigos estão me pedindo para contar algumas histórias (que eles conhecem) referentes à minha vida profissional. Histórias há aos montes. Mas vou filtrar a postagem, para publicar somente aquelas que minha ética permita. Sim, eu disse "minha ética". Não vou publicar histórias que deponham contra a honra, inteligência, integridade ou honestidade de qualquer pessoa que seja. Vou reservar para contar, sem dizer qual o santo, as passagens pitorescas, engraçadas, humanísticas, etc. Por este motivo, muitas de minhas histórias de viagens estão descartadas, para felicidade de uns aí.

Objetivo?
É bom repetir: nada me motiva a publicar este blog senão uma necessidade de escrever e compartilhar. Alguns amigos estão me perguntando se estou preparando o terreno para outras ações. Resposta: NÃO. Em negrito e caixa alta. Não me valeria de um subterfúgio destes.Por este motivo, não esperem aqueles textos sobre motivação, organizações, etc, etc. Este é um espaço para desabafar e relaxar. Se precisar de outro espaço para aqueles textos, arranjamos outro.

Interação
Ainda estou numa fase de experiências com esse mundo de blogs. Ainda não avaliei facilidades, diferenças, diferenciais. Por enquanto, vou no Terra. Se achar que preciso de mais, procuro um outro ponto. A interação, portanto, é esta que propicia o Terra. Vou, na medida do possível, avaliar outras ferramentas. Se alguém tiver alguma sugestão, favor indicar.

Assuntos
Como podem ver, pulo de assunto a assunto, sem me ater a nenhuma linha específica. Pode ser que fale de fórmula 1, pode ser que fale de algum seriado de que gosto. Ou, se algum assunto tiver dando ensejo a muitas manifestações, podemos continuar com eles por um tempo. Vamos ver. Mas não quero transformar este espaço em palanque temático, contra ou a favor do governo, da maioridade penal, da violência, etc. Vejo como num jantar entre amigos, onde se fala de tudo com todos. A máxima de que se fala somente dos ausentes não pode ser observada num ambiente virtual, por isto, falaremos de tudo e de todos.

Agradeço as mensagens, agradeço mais ainda os que, criticamente, colaborarem com idéias e sugestões.

Nenhum comentário:

Postar um comentário